NOTÍCIAS

09
Dez

“Uma nova CAIXA para um novo Brasil”: FENAG e entidades entregam propostas à Equipe de Transição do Governo

Nesta quinta-feira (8/12), a FENAG e demais entidades representativas de empregados da Caixa, entregaram, à Coordenação da Equipe de Transição de Governo Federal, um documento com sugestões para a atuação da Caixa Econômica Federal no novo ambiente social, econômico e político na gestão do Presidente da República eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.

O presidente da FENAG, Mairton Neves; o diretor de Representação Institucional, Marconi Apolo, e a presidente da AGECEF/Rio, Maria Oliveira, encaminharam o material junto aos presidentes da Advocef, Marcelo Quevedo; da AudiCaixa, Marcelo Silveira; ao diretor da Contec, Carlos Castro; e ao diretor da Advocef, Álvaro Weiler Júnior.

A iniciativa foi elogiada e bem recebida pelo senador eleito e ex-governador do Piauí, Wellignton Dias, líder nas articulações acerca da aprovação da PEC de Transição no Senado Federal que prevê o retorno do Bolsa Família; à senadora Simone Tebet, que também atuou pela anuência da PEC; e à ex-presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, que compõe o comitê de transição.


O senador Dias assumiu o compromisso de analisar o documento e encaminhá-lo, o quanto antes, com suas avaliações, ao presidente eleito Lula. Tebet igualmente afirmou que estudará as propostas com carinho, pois precisará de uma Caixa forte para os desafios à frente.

O objetivo é contribuir com o projeto de reconstrução do Brasil, visto a indispensabilidade do maior banco público da América Latina no fomento às políticas públicas de combate à desigualdade socioeconômica e desenvolvimento do país.

Segundo o presidente da FENAG, Mairton Neves, “este material é muito importante para o futuro da Caixa. Todos reconheceram a relevância dos empregados do banco neste processo que contribuirá com o engrandecimento da nossa empresa”.

 O documento de 30 páginas, elaborado pela FENAG, Advocef, Aneac, Audicaixa, Contec, Contraf-CUT, Fenae, SocialCaixa e a conselheira de Administração do banco público eleita representante dos empregados, Rita Serrano, relata dados oficiais da Caixa e do Banco Central do Brasil, e registra inúmeras ações de enfrentamento ao sucateamento da instituição nos últimos anos, como venda de ativos, descapitalização e investidas para privatização que denotam um momento crítico à gestão de risco. Os relatos também mencionam o assédio moral e sexual instiucionalizado que levou muitos colegas ao adoecimento e maculou a reputação positiva de 161 anos da Caixa.

As propostas referem-se, como ponto de máxima atenção, a estrutura de capital, custos, risco à imagem instiucional e transparência, com links de diversas denúncias das entidades signatárias.

Leia o documento na íntegra e compartilhe. 

 Clique aqui para ler o documento

Notícias Relacionadas

9º FÓRUM DOS PRESIDENTES DAS AGECEFs discute mudanças para uma nova CAIXA

Chapa 1 - Movimento pela Saúde - apoiada pela FENAG - é eleita com 71,14% dos votos para o Conselho de Usuários do Saúde Caixa.

FENAG abre agenda oficial de 2023

FENAG e entidades discutem futuro da CAIXA com a nova presidenta do banco, Rita Serrano

FENAG e AGECEFs prestigiam a posse de Rita Serrano nas celebrações dos 162 anos de existência da CAIXA

FALE CONOSCO

ENDEREÇO
SRTV/Sul Edifício Palácio do Rádio II Bloco II Sala 442 - Brasília - DF - 70340-902

TELEFONE
(61) 3223-0240

EMAIL
secretaria-executiva@fenag.org.br