61 3223.0240

Notícias

FENAG participa do 1º Ciclo de Palestras da AGECEF/PI

No último sábado (30), o presidente da FENAG, Mairton Neves, participou do 1º Ciclo de Palestras da AGECEF/PI, em Teresina, que teve, em sua pauta, o Movimento de Gestores CAIXA, questões jurídicas e a inteligência artificial. O presidente da Federação abriu o dia de trabalho com a apresentação “Qual FENAG queremos?” sobre a identidade da entidade, principais bandeiras, últimos movimentos, projetos em andamento e agenda futura como defesa da CAIXA 100% Pública e dos interesses comuns dos gestores da Empresa.

Também foram abordados a nova ação educacional Líder do Futuro da FENAG EDUCAÇÃO CORPORATIVA e a campanha nacional “Assédio moral: a dor invisível é a mais cruel” lançada em setembro. Mairton ainda relatou acerca da reunião com o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, e outras associações e sindicatos de empregados e aposentados da Empresa, realizada em 26 de março, na Matriz, em Brasília/DF.

Por fim, abriu espaço para responderem “Como podemos melhorar?” quando os participantes expuseram suas dúvidas e sugestões. “Parabenizo o presidente da AGECEF/PI, Paulo César de Oliveira Linhares, e toda a diretoria da associação piauiense pelo bom trabalho de renovação da base condutora da entidade que nos traz um novo olhar do Movimento de Gestores”, agradeceu Mairton.

A professora doutora Dora Kaufman palestrou sobre os impactos da inteligência artificial no mundo dos negócios, sobretudo do setor bancário/financeiro, e uma série de reflexões relacionadas às novas competências gerenciais em função dessas transformações no mercado de trabalho. “A abordagem nos prepara para atuar ainda mais firmes naquilo que acreditamos que fará a diferença futuramente, diretriz do Líder do Futuro”, explicou o presidente da FENAG.

O assessor jurídico, Rogério Ferreira Borges, também fez uma exposição enriquecedora e aprofundada sobre sua visão jurídica dos direitos trabalhistas e sociais da classe gestora da CAIXA e esclareceu dúvidas dos presentes referente sobre diversos temas, dentre eles Saúde CAIXA e FUNCEF. O diretor da RDC Férias, Ari Cirilo, evidenciou a importância da parceria com a FENAG + Férias para alavancar o setor e viabilizar o desenvolvimento dos gestores por meio dos projetos da FENAG EDUCAÇÃO CORPORATIVA.


FENAG participa do 1º Ciclo de Palestras da AGECEF/PI
FENAG se reúne com presidente da CAIXA e entidades

Encontro na Matriz da Empresa foi o primeiro passo para a abertura de um canal de diálogo direto.

A FENAG representada pelo seu Presidente Mairton Neves, pelo diretor de Representação Institucional, Marconi Apolo, a presidente do CONDEL, Deosinedes Mognato, e o vice-presidente da Região Nordeste, Antonio Messias, participou de uma importante reunião com as demais entidades representativas dos empregados com o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, no último dia 26 (março), na Matriz da Empresa, em Brasília/DF.

As Lideranças de outras entidades associativas e sindicais de empregados e aposentados da CAIXA também participaram desta reunião. Primeiro, ele se reuniu com os representantes da CONTEC e da CONTRAF e, em seguida, com os dirigentes da FENAG, ADVOCEF, ANBERR, ANEAC, ANIPA, AUDICAIXA, FENACEF e FENAE.

Por cerca de uma hora, o presidente da CAIXA expôs as ações em implementação na sua gestão e ressaltou alguns aspectos conhecidos por ele somente agora, em suas visitas pela rede da Empresa nos mais diversos municípios brasileiros, que lhe propiciaram um olhar mais apurado do que tinha até então. Segundo Guimarães, “três meses de CAIXA o ensinaram o equivalente a 10 anos de vida”.

Os presidentes da FENAG Mairton Neves e da FENAE, Jair Ferreira, levantaram algumas questões a Guimarães, que foram alinhadas em reunião prévia das entidades na sede da ADVOCEF, na capital brasiliense, antes do encontro com o Presidente.

Mairton questionou acerca do IHCD - instrumento híbrido de capital dívida e o compromisso do Presidente de devolver R$ 40 bilhões ao tesouro em quatro anos. O presidente da CAIXA respondeu que por se tratar de um compromisso com o Ministro da Economia, inclusive com ação civil pública no Tribunal de Contas da União, o pagamento será realizado de modo que não prejudique a Empresa. Guimarães asseverou que a CAIXA apresenta uma das melhores estruturas de capital entre os Bancos Brasileiros, conforme o Acordo de Basiléia.

Temáticas tratadas:

- CAIXA 100% Pública: Guimarães assegurou que não há nenhuma especulação sobre privatizar a Empresa, mas há o compromisso de abertura de capital das quatro subsidiárias, da qual ele também garantiu que conduzirá com muito debate e transparência junto aos empregados, com previsão para o segundo semestre.

- Contratação de empregados: afirmou que apenas carece das devidas autorizações, considerando o limite de 87 mil empregados autorizados pelo DEEST e o próximo PDVE que deve ter adesão expressiva.

- Sobre o balanço assegurou que sairá na sexta-feira e o provisionamento será menor do que tem sido divulgado.

- Saúde CAIXA e Contencioso Funcef: falou brevemente, talvez em função do pouco tempo disponível, estava de saída para uma reunião ministerial e demonstrando ainda não possuir muita intimidade para falar com profundidade sobre esses temas que são tão caros para todos nós empregados e aposentados CAIXA.

- Sobre o “revalida” dos Gerentes Gerais, o VICLI informou que só deve acontecer no segundo semestre depois de “baixar a poeira”. Até lá já terá acontecido a conversa da Fenag com o Presidente, onde o tema será tratado com mais detalhe.

Tendo em vista que neste encontro praticamente não houve interação e pela relevância das pautas apresentadas por cada entidade, o presidente da CAIXA se comprometeu a estabelecer uma agenda específica e permanente para tratar em separado com cada entidade, posteriormente.

“Este encontro tem pontos muito positivos, voltamos a nos encontrar todas as entidades representativas dos empregados CAIXA e ainda e demos um grande passo na manutenção desse importante canal de diálogo direto. Também ficou evidente que mantivemos esta via aberta com o vice-presidente de Gestão de Pessoas, Roney Granemann, com quem reforçamos sobre o encaminhamento das propostas aprovadas no último ENAGECEF. Ainda, aproveitamos a ocasião e convidamos a Vice-presidência de Rede o VICLI Válter Gonçalves Nunes para o próximo ENAGECEF”, avaliou o presidente da FENAG.

 
  • WhatsApp Image 2019 03 29 At 14.09.50
  • WhatsApp Image 2019 03 29 At 14.09.17 1
  • WhatsApp Image 2019 03 29 At 14.09.17
  • WhatsApp Image 2019 03 29 At 14.09.50 1
     
    FENAG EDUCAÇÃO CORPORATIVA lança Workshop LÍDER DO FUTURO

    Ação educacional pretende desenvolver 5 mil gestores em todo o Brasil.

    A FENAG EDUCAÇÃO CORPORATIVA lançou o Workshop LÍDER DO FUTURO, no último sábado (23 de março), em São Paulo/SP. O programa de educação executiva avançada visa desenvolver gestores da CAIXA a serem líderes por excelência por meio da atualização e ampliação de suas visões sobre gestão estratégica e liderança contemporânea.

    Tudo ao mesmo tempo agora – A aula inaugural de 8 horas de duração trouxe provocações sobre a Revolução 4.0, o Mundo VUCA, Modelos Mentais, Ética, modelo mecânico e biológico das organizações e o futuro do trabalho. Também propôs dinâmicas integrativas sobre diagnóstico corporativo, funções e competências duráveis dos líderes no atual contexto caótico com suas inúmeras, constantes e simultâneas transformações exponenciais em todas as áreas.

    Pés no presente, olhos no futuro - “Nosso propósito é preparar nossos gestores para serem líderes com plenitude e presença transformadora para o futuro desafiador que se molda”, declarou o presidente da FENAG, Mairton Antonio Garcia Neves.

    Nesta etapa inicial, a condução foi dos Instrutores CAIXA Lúcio Flávio Mourão (AGECEF/MS) e Claudio Queiroz (Aposentado CAIXA e Profissional do Mercado), integrantes do grupo de trabalho que montaram e vêm desenvolvendo o desafiador projeto Líder do Futuro com a pretensão de desenvolver 5 mil gestores em todo o Brasil.

    Os demais instrutores que conduzirão os workshops futuros participaram como observadores. “Não é um curso, pois não pretendemos formar pessoas pela transmissão de conhecimentos. Nosso propósito é servir de start para gerar novos insights”, explicou o professor Claudio Queiroz.

    “A FENAG permanece avançando com o lançamento de mais um novo projeto totalmente inovador que chegou para marcar sua trajetória e de seus participantes para sempre. O Líder do Futuro que está sendo forjado, é aquele que atua biologicamente e que aproveita todos os aspectos que o cerca para conduzir as transformações necessárias. Para participar dessa primeira etapa, cada gestor contribuiu com 2k de alimentos não perecíveis que foram doados à ONG Tijolinho Tijolinho. Estamos motivados com o que vem em breve”, comemorou Nilson Moura, diretor de Investimentos e Parcerias da FENAG, que também compõe a comissão organizadora do projeto.

    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.44.14 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.43.41 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.43.49 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.43.57 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.44.05 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.44.25 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.44.33 PM
    • Captura De Tela 2019 03 25 S 8.44.39 PM
      FENAG realiza 64º ENAGECEF

      O VP de Gestão de Pessoas da CAIXA, Roney Granemann, prestigiou o evento representando o presidente da Empresa.

      O 64º ENAGECEF aconteceu nos dias 15 e 16 de março, em São Paulo, unindo mais de 150 gestores de 31 AGECEFs de todo o país.

      Na sexta-feira (15), após a abertura da mesa de trabalhos, a Dra. Vera Roesler, psicóloga especialista em relações de trabalho, palestrou sobre aspectos de saúde mental, qualidade de vida e assédio moral no ambiente corporativo.

      Mairton Neves, presidente da FENAG, agradeceu a presença de todos, inclusive das lideranças das entidades representativas de empregados da CAIXA parceiras, e apresentou o workshop Líder do Futuro da FENAG EDUCAÇÃO CORPORATIVA cuja pretensão é desenvolver cinco mil gestores CAIXA em todo o Brasil neste ano: “Estamos muito motivados chegando à 64ª edição do ENAGECEF com líderes das AGECEFs filiadas das cinco regiões do Brasil que nos enviaram mais de 70 propostas da base com soluções às demandas da CAIXA e dos gestores. Em especial, o lançamento do Projeto Líder do Futuro.

      O Vice-Presidente de Gestão de Pessoas, Roney Granemann, debateu sobre assuntos internos e cotidianos do pessoal e oficializou o anúncio da reunião entre as entidades com o presidente da CAIXA, Pedro Duarte Guimarães, na próxima terça-feira (26) em Brasília a fim de esclarecer informações truncadas. “A mensagem que trago do presidente é de que já estamos trabalhando pela sustentabilidade e fortalecimento da CAIXA”, declarou.

      O segundo dia do Encontro Nacional dos Gestores da Caixa Econômica Federal foi palco para o CONDEL, momento em que diversos debates e propostas vieram à tona para encaminhamento à CAIXA.

      Deosinedes Mognato, presidente do Conselho, colocou-se em nome de toda a equipe. Iniciou os dia com um momento especial, no qual todos se cumprimentaram com abraços desejando paz e sucesso na condução dos trabalhos! Ao longo do sábado, grupos temáticos foram formados e os gestores deliberaram sobre propostas e novas ideias para o futuro das AGECEFs e da CAIXA!

      Veja as fotos.

      • FENAG COLETIVO
        Nota de Esclarecimento

        A Associação de Gerentes da Caixa (AGECEF) Bahia vem a público esclarecer o caso ocorrido no dia 19 de fevereiro, envolvendo o gerente geral da agência Relógio São Pedro, em Salvador, João Paulo, acusado de discriminação racial por um cliente, sem nem sequer ser lhe dado o direito de defesa.

        Diante da gravidade dos fatos, a Associação lembra que é preciso, antes qualquer hipótese de formação de juízo de valor, apurar devidamente o ocorrido, o que foi feito por parte da diretoria durante toda esta terça-feira, 26 de fevereiro de 2019, quando o caso tomou proporções nacionais.

        Ao analisar o vídeo, fica claro que o mesmo está editado, ao que parece, para suprimir aquilo que não interessa ao denunciante.

        Chama a atenção também o fato de as imagens só terem sido divulgadas dias depois da ocorrência, com os devidos cortes e legendas, feitas pelo próprio reclamante. A gravação é, portanto, fraudulenta, manipulada, além de ser não-autorizada, e tem o único objetivo de manchar a imagem do banco e do seu quadro de pessoal. Atitude que reforça a intenção de desgaste perante a sociedade.

        Vale destacar ainda que em momento algum, o gerente autorizou o uso da força policial na agência. No vídeo, usado de forma indevida, o empregado está ao telefone em conversa com a GISEG (Gerência Regional de Segurança), tratando de garantias à sua integridade física numa eventual necessidade de se deslocar até à delegacia, pois mesmo tendo recebido tentativas de intimidação por parte do reclamante, desejava um desfecho administrativo para o caso.

        Fato que dá para observar no vídeo, mesmo com edição, se analisado cuidadosamente.

        A AGECEF reafirma que as imagens mostram apenas o lado de um dos envolvidos no episódio. Importante atentar que o cliente estava filmando toda a ação, desde que chegou à agência, por volta das 10h do dia 19 de fevereiro. E que ao contrário de sua alegação, não ficou aguardando por atendimento, pois atendido às 10h37, conforme a senha que lhe foi disponibilizada, e este atendimento durou 1h22, pois foi realizado com toda dedicação.

        Essa contradição entre os fatos e o relato do reclamante, levanta a suspeita de uma premeditação da ação. Depois de horas pressionando o gerente Pessoa Física, em uma espécie de tortura psicológica, por uma solução imediata, o que era impossível, já que alguns problemas demandam prazo e o reclamante já havia recebido uma resposta da Ouvidoria da Caixa, o gerente geral o chamou para tentar uma solução, também sem sucesso.

        Ao chegar à unidade, por volta das 17h, os policiais tentaram convencê-lo a se retirar do local. Conversa que durou até às 18h30. Foi quando o próprio cliente disse que sairia se o gerente fosse para a delegacia com ele. Como o pedido foi negado pelo empregado, o reclamante pediu que o policial desse "seu jeito" para retirá-lo da agência.

        Durante toda conversa, em momento algum foi proferida qualquer palavra que insinuasse discriminação racial. Por isso, a cautela, neste momento, é imprescindível. O cenário nacional é difícil e os discursos de ódio dominam as ações de parte da população. Mas, é preciso atentar para as vidas humanas e deixar que a Justiça faça o seu devido papel, ouvindo todos os envolvidos e averiguando as provas que vão além das imagens divulgadas amplamente em rede nacional.

        Outros vídeos foram gravados e no local existiam pelo menos mais 10 pessoas presenciando os fatos e que podem confirmar o que realmente aconteceu. Toda ocorrência pode ser constatada ainda pelo circuito de interno de câmeras, com toda movimentação filmada dentro da unidade.

        A Associação de Gestores da CAIXA da Bahia (AGECEF/BA) lamenta o ocorrido e lembra que é contra qualquer tipo de discriminação e ciente da sua responsabilidade perante a sociedade, está à disposição para quaisquer esclarecimentos.

        Salvador-BA, 27 de fevereiro de 2019.

         

        Fale conosco

        Por Favor Insira seu Nome
        Entrada Inválida
        Por favor inserir seu Email
        Entrada Inválida
        Por favor escreva sua mensagem
        Entrada Inválida

        Contato

        SRTV/Sul Edifício Palácio do Rádio II Bloco II Sala 422 - Brasília - DF - 70340-902

        61 3223 0240

        secretaria-executiva@fenag.org.br

        AGENDA DO PRESIDENTE
        Assessoria de imprensa

        Pesquisar