NOTÍCIAS

02
Ago

Saúde Caixa: Caixa encerra GT sem avanços

Representantes dos usuários protestaram contra a insistência da patrocinadora no modelo de custeio imposto pela Resolução CGPAR 23. Propostas do banco e dos empregados serão apresentadas na mesa de negociação.

Na última reunião do Grupo de Trabalho Saúde Caixa, realizada na sexta-feira (30), a CAIXA deu por encerrados os debates do GT de modo unilateral e sem avanços.

Além de a patrocinadora recusar o pedido dos representantes dos empregados para prorrogar as discussões para uma elaboração conjunta de um modelo de custeio acessível e sustentável aos usuários do plano, apresentou uma proposta que aplica integralmente a Resolução 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União – CGPAR.

A Caixa propôs contribuição paritária, cobrança de mensalidade por beneficiário, de acordo com faixa etária e/ou renda -, e teto de 6,5% da folha de pagamentos e proventos para a patrocinadora custear o plano.

            A vice-presidente Região Sul da FENAG, Marilde Perín Zarpellon, conselheira de usuários eleita do Saúde Caixa e integrante do GT do plano, afirmou que o grupo recusou a proposta, pois a suspensão da Resolução CGPAR 23 tramita no Senado e não está prevista no Acordo Coletivo de Trabalho nem em legislação: A proposta da Caixa prevê todos os limitadores que impossibilitam a manutenção do custeio pelos usuários do plano ao encarecê-lo muito. Infelizmente, o GT foi encerrado sem sucesso”, lamentou Marilde.

            Agora, as propostas dos empregados e da patrocinadora serão levadas à mesa de negociação.

            Os integrantes do GT representantes dos usuários manifestaram indignação pelo fim dos debates acerca das propostas e criticaram as dificuldades de acesso aos dados da Caixa pela empresa atuarial assessora dos empregados.

O GT propôs a manutenção do atual modelo de custeio do plano: 70% pela patrocinadora e 30% pelos usuários, sem reajuste, mensalidades por grupo familiar, gestão por RH e mantendo os princípios de solidariedade, mutualismo e pacto intergeracional. 

Notícias Relacionadas

Nova parceria FENAG e PUC/RS

FENAG vai à Câmara Federal defender direitos dos empregados públicos

PEC 32/2020: FENAG retorna à Câmara em defesa dos empregados e servidores públicos

Análise das alterações estatutárias da FUNCEF

Reestruturação INVEPAR sem paridade no Conselho Deliberativo FUNCEF

FALE CONOSCO

ENDEREÇO
SRTV/Sul Edifício Palácio do Rádio II Bloco II Sala 442 - Brasília - DF - 70340-902

TELEFONE
(61) 3223-0240

EMAIL
secretaria-executiva@fenag.org.br